Venha a nós a eficácia simbólica

mmind1

Certa vez um conhecido meu, morador de pequena cidade do interior, contou-me uma situação engraçada que viveu com a esposa, hipocondríaca de carteirinha. Àquela época, não era vendido na cidade o remédio para dormir usado pela cônjuge, mas como ele ia quase que diariamente à capital, trazia de lá a tal “pílula mágica”. Numa ocasião, porém, esqueceu de efetuar a compra e foi um Deus nos acuda quando comunicou o fato. A mulher começou a gritar e chorar, desesperada, clamando que iria passar a noite em claro, sofrendo de profunda ansiedade, pois não havia mais um só comprimido. Cansado após quase 18 horas de viagem e trabalho intenso, o homem pegou um caroço de feijão cru, descascou-o, cortou um pequeno pedaço cuidadosamente, entregou-o à mulher: “Toma, engole logo isso! Achei este numa outra cartela, agora é mesmo o último”. Entre soluços e lágrimas, a “drágea” é engolida e cinco minutos depois a mulher dorme como um anjo.

Anos depois descobri que o nome que se dá a isto é eficácia simbólica e há um vasto estudo antropológico a respeito. Como leiga e de forma simplista, defino eficácia simbólica como o poder da mente sobre o corpo. Posso estar morrendo de dor de cabeça e se alguém me der uma dessas balinhas brancas semelhantes a certos comprimidos dizendo que é Doril, tomo e pronto! A dor sumiu! Acreditei que engolia um remédio eficaz e adeus cefaleia!

Pena que a eficácia simbólica só funcione no setor doenças. Imagine se pudéssemos espantar com a força da mente as dores de cotovelo, os chatos de galocha, aquelas pessoas que falam acima de 85 decibéis, os contadores de vantagem, os poliqueixosos, o vizinho fã de arrocha e afins! Maravilha das maravilhas seria, se possível fosse. Levei um fora? Trato de invocar o poder da mente e logo já estou caidinha de amor por aquela pessoa que há um tempão insiste em ficar comigo. Sabe aquelas criatura chatas que só falam de desgraças e coisas que arruínam o dia da gente e os curtidores de arrocha ? Eficácia simbólica nelas! Foco o pensamento com todas as forças para teletransportá-las pra Timbuktu deixando-as por lá um bom tempo, rezando para que adorem o lugar e fixem residência por lá mesmo.

Pena que a eficácia simbólica não seja tão eficaz assim… De todo modo quem sabe juntando nossas forças de pensamento de um modo coletivo, eu daqui, você daí, eles de lá, consigamos provocar um movimento que anule tudo que empaca, que corrompe e piora o mundo e a vida de tantos. Quem sabe esse sismo mental carregue para bem longe os rolezinhos e seus rolezeiros, as roseanas e suas pedrinhas, os politiqueiros e seus conchavos baratos. Quem sabe?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...